Uma delegação de rabinos judeus ortodoxos expressou solidariedade na quarta-feira com a representante dos EUA, Ilhan Omar, depois que ela foi criticada por fazer comentários “anti-semitas”.

Membros do grupo judeu anti-sionista Neturei Karta International chegaram ao escritório de Omar em Washington dizendo que queriam mostrar seu apoio à congressista.

“O que ela está dizendo é a voz do judaísmo”, disse o rabino Dovid Feldman aos repórteres.

Feldman disse que confundir o judaísmo com o sionismo e acusar alguém de ser anti-semita porque se opõe à ocupação da Palestina ou à opressão do povo “é revoltante, inaceitável”.

“Ninguém deve ser atacado por criticar o AIPAC (American Israel Public Affairs Committee), certamente não a estimada deputada Omar. Ela deve ser elogiada por diferenciar entre judeus e sionistas ”, disse. “O judaísmo é uma religião que ensina serviço ao Todo-Poderoso, enquanto o sionismo tenta transformar o judaísmo em nacionalismo”.

Desde seus comentários na semana passada, um cartaz islamofóbico ligando Omar aos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 aos EUA foi colocado na Câmara dos Delegados da Virgínia Ocidental, e uma ameaça de assassinato foi escrita na parede de um banheiro masculino em um posto de gasolina. em Minnesota.

*Anadolu