O Uber concordou em pagar 20 milhões de dólares para encerrar um processo de motoristas do aplicativo nos Estados Unidos que acusam a empresa de tratá-los como funcionários terceirizados para evitar pagar salários e benefícios.

O acordo anunciado na noite desta segunda-feira assinala que as partes permanecem envolvidas em um processo sobre a necessidade de um pagamento mínimo aos motoristas.

O acordo anunciado ainda depende da aprovação do juiz federal encarregado do caso.

A ação, iniciada em agosto de 2013, envolve os motoristas do Uber na Califórnia e em Massachusetts que trabalharam com o aplicativo até 28 de fevereiro e não estavam submetidos a uma cláusula de arbitragem.

Calcula-se que 13.600 motoristas estão envolvidos no acordo.

“Uber mudou muito a partir de 2013”, disse a companhia com sede em San Francisco, assinalando que criou um programa de recompensas para os motoristas, assim como a opção de permitir gorjetas dos passageiros.

“Nos agrada chegar a um acordo sobre este assunto e continuaremos trabalhando duro para melhorar a qualidade, segurança e dignidade do trabalho independente”.

O acordo também prevê que o Uber realize mudanças para não desativar as contas de motoristas que aceitam poucas viagens e criar um processo de apelação para motoristas desligados do aplicativo.

Mas o acordo não resolve a grande questão sobre se os motoristas do Uber são terceirizados independentes ou funcionários do aplicativo, com direitos trabalhistas.

*AFP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.