Por causa do aquecimento global, cidades como Amsterdã, Tóquio e Nova York podem desaparecer, resultado do aumento do nível mar.

Porém, o  escritório de arquitetura Bjarke Ingels Group  (BIG), baseado nos Estados Unidos, já encontrou a solução, apresentada recentemente à ONU.

Trata-se das cidades flutuantes, um conjunto de pequenas ilhas que podem acomodar até 1.650 residentes cada.

Apelidado de “Oceanix City”, o projeto consiste em ilhas flutuantes agrupadas para formar aldeias em grupos de seis, formando um arquipélago.

Idealizado em parceria com a Oceanix, empresa que desenvolve formas inovadoras de construir na água, os responsáveis também contaram com a ajuda do Centro de Engenharia Oceânica do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

cidade flutuante 2Estudos mostram que até 2050, 90% das cidades costeiras podem desaparecer. O objetivo do projeto é oferecer uma alternativa caso isso realmente aconteça. Projetadas em terra e depois ancoradas, cada ilha pode resistir a um furacão de categoria 5.

cidade flutuante 3100% sustentáveis e com capacidade para produzir sua própria comida, as cidades flutuantes serão auto suficientes e acessíveis, já que a ideia não é ser uma opção luxuosa para os ricos, mas sim um refúgio para quem não tem mais onde viver.

*Hypeness

Anúncios