O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, voltou a afirmar que a reincorporação da Crimeia à Rússia é irreversível, apesar da oposição do Ocidente.

“Nenhuma declaração de Washington, União Europeia ou a OTAN pode mudar esta situação nem no âmbito jurídico nem no político”, diz o chanceler russo na apresentação de um documento sobre a situação da Crimeia.

Neste contexto, o ministro reiterou que o tema da reunificação da Crimeia à Rússia está “fechado definitivamente”.Lavrov repetiu as palavras do presidente russo, Vladimir Putin, que havia dado como “encerrado historicamente” o tema da pertinência territorial da Crimeia.

De acordo com o chanceler russo, cada vez mais delegações estrangeiras políticas, sociais e empresariais visitam a península russa.

A reunificação da Crimeia com a Rússia aconteceu em 18 de março de 2014 após a realização de referendo na península, em que mais de 96% da população votou a favor da reintegração à Rússia.

*Sputnik

Anúncios