As autoridades do Sri Lanka procuram cerca de 140 pessoas, alegadamente, ligadas ao grupo Estado Islâmico.

O Daesh reivindicou a autoria dos atentados suicidas do domingo de Páscoa, em igrejas e hotéis, que fizeram 253 mortos, segundo o último balanço do Governo.

“Por esta altura, já prendemos mais de 70 pessoas. De acordo com as informações de que dispomos, há cerca de 130 a 140 pessoas no total, no Sri Lanka, que têm ligações ao Daesh. Já estão em marcha missões para encontrar e prender essas pessoas”, informou Maithripala Sirisena.

Os muçulmanos do Sri Lanka foram aconselhados e rezar em casa. Os serviços secretos alertaram para eventuais ataques com carros armadilhados.

O Arcebispo de Colombo anunciou, esta sexta-feira, que as missas dominicais estão suspensas no país.

A Embaixada dos Estados Unidos da América, no Sri Lanka, pediu aos cidadãos para evitarem locais de culto, este fim de semana.

*Euronews

Anúncios