As empresas americanas Visa e MasterCard serão obrigadas a reduzir o custo de pagamento na Europa com um cartão emitido fora da região, nos Estados Unidos, por exemplo, anunciou nesta segunda-feira a Comissão Europeia.

Ambas as companhias, na mira de Bruxelas há anos, “se comprometeram a reduzir significativamente as taxas de câmbio aplicadas aos pagamentos feitos com cartões emitidos fora da Europa”, informou o Executivo comunitário em um comunicado.

Estes compromissos, “agora vinculativos para Visa e Mastercard, reduzirão os custos incorridos pelos varejistas que aceitam pagamentos com cartões emitidos fora do Espaço Econômico Europeu (EEE)”, que reúne a UE, Islândia, Noruega e Liechtenstein, apontou.

Visa e MasterCard cobram comissões por pagamentos transnacionais. Até agora, estas despesas eram mais elevadas para os cartões emitidos fora do EEE do que para aqueles emitidos nos 31 países que o compõem.

Os comerciantes pagam as comissões dos produtos adquiridos com cartão, embora os varejistas compensam o custo das compras de turistas de fora do EEE aumentando o preço dos produtos, algo que afeta todos os seus clientes.

Visa e MasterCard concordaram em reduzir suas comissões em 40% em média, disse o Executivo comunitário.

*AFP

Anúncios