O presidente encarregado da Venezuela, Juan Guaidó, expressou que está ligado à Constituição e que as Forças Armadas Nacionais (FAN) estão do lado do povo.

O Presidente encarregado da Venezuela Juan Guaidó, acompanhado por Leopoldo Lopez e membros das Forças Armadas Nacionais, enviou uma mensagem aos venezuelanos em torno da base aérea La Carlota. 

Guaidó disse que o “momento é agora” para recuperar a democracia na Venezuela. 

Ele convocou funcionários públicos e militares para acompanhá-los na luta: “O Dia de Maio começou hoje … Temos o povo da Venezuela”. 

Ele disse que está ligado à Constituição e que a FAN está do lado do povo. 

Mais tarde, o também presidente da Assembléia Nacional, reiterou que os manifestantes devem ficar nas ruas para tirar Nicolás Maduro do poder. 

Por outro lado, o constituinte Gerardo Márquez assegura que o diretor do Sebin, Manuel Christopher Figuera, seria um dos que comandou a insurreição militar contra Nicolás Maduro e agora ele estaria fugindo do país. 

Nicolás Maduro falou quatro horas depois da revolta dos militares assegurando que o REDI  (Red de Defensa Integral) e ZODI (Zona de Defensa Integral) do país manifestaram total lealdade ao povo, à Constituição e à pátria.

Maduro chamou seus seguidores para mobilização. 

*NTN24

Anúncios