A OPEP está decidida a evitar uma crise energética mundial, afirmou nesta quinta-feira em Teerã o secretário-geral da organização, Mohammed Barkindo.

“Enquanto organização, seguiremos concentrados em nosso objetivo: evitar qualquer crise energética suscetível de afetar economia mundial”, afirmou o secretário nigeriano da Organização de Países Exportadores de Petróleo, que está na capital iraniana para um evento da indústria petroleira.

A OPEP pretende manter o rumo, “apesar dos problemas atuais em vários membros”, afirmou ao ser questionado sobre a oferta mundial de petróleo.

Vários destes países “são atualmente objeto de sanções unilaterais”, disse Barkindo a respeito do Irã e da Venezuela, alvos de sanções americanas.

Em referência à Venezuela, o secretário afirmou que o país “está em uma fase de transição com todas as consequências que um desafio semelhante pode provocar”.

O temor de uma queda da oferta de petróleo pela recente decisão dos Estados Unidos de reforçar as sanções contra as exportações iranianas provocou o aumento dos preços no mercado mundial.

*AFP

Anúncios