O oposicionista venezuelano, Leopoldo López, nesta quinta-feira (2) que mais “deserções militares” podem acontecer nos próximos dias.

O Tribunal Supremo da Venezuela mandou prender durante a tarde. A declaração foi feita direto da residência do embaixador da Espanha, em Caracas, onde esta hospedado.

López disse que se reuniu com comandantes e generais do exército venezuelano em sua casa durante o período em que ficou em prisão domiciliar e avisou que mais deserções militares, como as que foram vistas no começo da semana, podem acontecer.”O fim da usurpação” acontecerá “dentro de algumas semanas”, disse López.

Ele e Juan Guaidó levaram uma ala radical da oposição venezuelana a uma rebelião aberta contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro, declarando desde 23 de janeiro que Guaidó é o legítimo presidente interino.

*Sputnik

Anúncios