O americano John Kapoor, fundador da Insys Therapeutics, foi o primeiro chefe da indústria farmacêutica a ser condenado em um processo criminal ligado ao assunto.

Em um julgamento no Tribunal no Júri, Kapoor e quatro colegas foram considerados culpados de pagar propinas para que médicos receitassem analgésicos opioides viciantes para pacientes que com frequência não precisavam desses remédios.

Os opioides são medicamentos derivados da papoula – planta que também é a base de produção do ópio e da heroína.

Nos últimos anos, o país tem vivido uma crise de saúde pública graças ao seu uso indiscriminado. Inicialmente prescritos por médicos, eles acabaram viciando milhares de pessoas e levando outras ao uso de drogas ilegais derivadas, como a heroína.

A crise gerou uma epidemia de overdoses: dezenas de milhares de americanos morreram por uso excessivo de opioides recentemente.

O júri também decidiu que Kappor é culpado por enganar planos de saúde, convencendo-os de que os remédios seriam necessários para os pacientes. O objetivo, diz o processo, era aumentar a venda do spray Subsys, feito com o derivado fentanil.

*Com informações da BBC

Anúncios