A fatia de propriedade chinesa dos Tesouros dos Estados Unidos caiu para US$ 1,121 trilhão de yuans em março, após um crescimento de três meses consecutivos, de acordo com os dados divulgados pelo Departamento de Tesouro norte-americano.

A China, que segue sendo a maior proprietária dos Tesouros dos EUA, tinha US$ 1,131 trilhão em fevereiro, uma alta leve ante o mês anterior.

A posse do Japão dos Tesouros dos EUA aumentou para US$ 1,078 trilhão em março, em comparação com o montante de US$ 1,072 trilhão em fevereiro.

Em combinação, a China e o Japão tinham mais de um terço das propriedades estrangeiras dos Tesouros dos EUA.

*Xinhua

Anúncios