Chile, Colômbia e Peru são os países com mais capacidade de realizar Parcerias Público-Privadas (PPPs) sustentáveis na América Latina, segundo o último índice Infrascopio, elaborado a cada dois anos pela empresa de consultoria britânica The Economist Intelligence Unit.

“Os países da América Latina e do Caribe têm um forte desempenho na área de Regulações, e as PPPs são aceitas quase universalmente como uma ferramenta de contratação, adoção generalizada de planos nacionais de infraestrutura e melhorias nos indicadores de sustentabilidade”, informou o estudo divulgado nesta quinta-feira no Fórum PPP Américas, realizado em Punta Cana, na República Dominicana.

*EFE

Anúncios