O Presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou, nesta sexta-feira, ter garantido ao Grupo de Contato Internacional (GCI) a sua disponibilidade para dialogar com a oposição e ultrapassar a crise social, política e econômica no país.

As autoridades norueguesas confirmaram hoje a sua mediação no sentido de iniciar o diálogo político entre “o Governo venezuelano e a oposição”, para que seja alcançada uma solução para a crise na Venezuela.

O comunicado da Noruega, tem lugar depois de a oposição confirmar que foram feitos contatos com as autoridades daquele país para encontrar uma solução para a crise na Venezuela.

No entanto, segundo o presidente do parlamento, Juan Guaidó, “não há nenhum tipo de negociação” e qualquer eventual acordo passa pela saída de Nicolás Maduro do poder, um governo de transição e eleições livres na Venezuela.

O envio da missão a Caracas saiu da reunião que o GCI efetuou na semana passada na capital costa-riquenha, São José.

O GCI integra, além de Portugal, sete outros países europeus (Espanha, Itália, Reino Unido, Holanda, Alemanha, França e Suécia), a União Europeia (UE) e quatro países latino-americanos (Costa Rica, Equador, Uruguai e Bolívia).

*Com informações do Jornal de Notícias (Portugal)

Anúncios