O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que professores estão coagindo os alunos a participar de manifestações pró-educação nesta quinta-feira (30).

Weintraub também afirmou que “as manifestações democráticas e pacíficas são 1 direito de todos os brasileiros”. E que “o que não pode acontecer é a coação de pessoas”.

O ministro ainda disse que há uma guerra ideológica no ambiente escolar. E que a pasta da Educação é contra constrangimentos de qualquer “matriz ideológica”.

Em mensagem divulgada pelo Twitter, o ministro pediu que sejam encaminhadas à pasta denúncias de coação de estudantes para participar dos protestos contra bloqueios no orçamento do setor.

“Nós estamos recebendo no MEC cartas e mensagens de muitos pais de alunos, citando explicitamente que alguns professores, funcionários públicos, estão coagindo os alunos, ou falando que eles serão punidos de alguma forma caso eles não participem das manifestações. Isso é ilegal”, disse o ministro num vídeo.

Anúncios