A Galeria Uffizy, em Florença, após mais de um ano em obras, abriu com novos espaços dedicados a pintores de Veneza e Florença dos séculos XVI e XVII, registra a agência Euronews.

As salas acolhem obras de artistas como Ticiano e Tintoretto, que não estavam expostas ao público.

Para Eike Schmidt, diretor da Uffizy, é como se um “segundo museu tivesse inaugurado dentro da galeria”.

Resultado de imagem para Eike Schmidt foto

“Este é o maior aumento de sempre do espaço das galerias Uffizi. São 105 pinturas, 105 obras-primas. Muitas obras que não estão expostas há muitos anos e várias obras que nunca foram expostas. E todas estas peças são exibidas através de tecnologia de ponta para protegê-las”.

Galeria Uffizy é um dos mais importantes museus renascentistas do mundo. As catorze nove salas que vão homenagear alguns dos principais pintores italianos ocupam um espaço de mil e cem metros quadrados.

 

Anúncios