O governo da capital sul-coreano, Seul, pretende doar US$ 1 milhão para a vizinha Coreia do Norte, cuja população sofre com a escassez de alimentos causada pela seca, afirmou o prefeito da cidade, Park Won-soon neste sábado (1).

“10 milhões de pessoas, o que corresponde a 40% da população da Coreia do Norte, estão em uma situação muito difícil devido a [falta de] alimentos e à necessidade de ajuda urgente. A situação nutricional é particularmente difícil para as crianças e mulheres grávidas. Seul está considerando doar US$ 1 milhão, ou 1,2 bilhão de won, para o Programa Mundial de Alimentos”, disse o prefeito, conforme citado pelo governo.

O dinheiro deve ser transferido para a organização em meados de junho deste ano.

O prefeito também expressou intenção de desenvolver cooperação com a Coreia do Norte para criar infraestrutura agrícola no país.

A Coreia do Norte pediu ajuda a organizações humanitárias internacionais em fevereiro, em meio à escassez de alimentos em todo o país, provocada pela baixa produção agrícola e pelo endurecimento do racionamento de alimentos.

De acordo com um relatório publicado pela Organização das Nações Unidas (ONU) no início de maio, mais de 10 milhões de pessoas na Coreia do Norte não têm o suficiente para comer.

A Coreia do Sul planeja alocar um total de US$ 8 milhões em ajuda humanitária para seu vizinho. *Sputnik

Anúncios