O Tribunal Penal Internacional leva a cabo audições sobre ações da Rússia contra a integridade territorial da Ucrânia, em 2014, nomeadamente a anexação da península da Crimeia e o apoio a separatistas no leste do país.

O caso foi apresentado, em 2017, pela Ucrânia, que acusa a Rússia de violar a lei internacional.

O regime de Moscou tem contestado a autoridade deste tribunal das Nações Unidas para julgar esta matéria.

*Euronews

Anúncios