Os Estados Unidos prenderam mais de 144 mil migrantes na fronteira com o México em maio, 32% a mais do que o registrado em abril, sendo a maioria de centro-americanos buscando asilo, segundo as autoridades americanas

Funcionários da Agência de Aduanas e Proteção de Fronteiras (CBP, em inglês) informaram que a maioria dos migrantes era composta por famílias da Guatemala, Honduras e El Salvador. Entre os detidos, havia 57.718 crianças.

Trump anunciou na quinta-feira passada que os Estados Unidos aplicarão a partir de 10 de junho uma taxa de 5% sobre todos os bens mexicanos, se o México não agir contra o aumento do fluxo de migrantes entre as fronteiras dos dois países.

De acordo com a CBP, desde outrubro passado e maio deste ano, cerca de 677 mil migrantes ilegais tentaram entrar no país, o índice mais alto para o período desde 2006. Se antes a maioria dos migrantes ilegais era composta por homens mexicanos solteiros, agora o perfil é de famílias oriundas da América Central. *Com informações da ISTOÉ

 

 

Anúncios