O México anunciou nesta segunda-feira (10) que discutiria com os Estados Unidos a possibilidade de ser um “terceiro país seguro”, ou seja, acolher os demandantes de asilo em território mexicano no lugar dos Estados Unidos, se o fluxo de migrantes em situação irregular não diminuir em 45 dias, enquanto Donald Trump voltou a ameaçar com a adoção de tarifas alfandegárias.

Na sexta-feira, os dois governos alcançaram um acordo para evitar que Washington impusesse tarifas ao México se o país se comprometesse a aumentar a segurança em sua fronteira sul e expandir sua política de devolução dos migrantes centro-americanos enquanto os Estados Unidos processam seus pedidos de asilo.

Nesta segunda, em meio a especulações sobre o conteúdo do acordo, o ministro mexicano de Relações Exteriores, Marcelo Ebrard, disse que tinha rechaçado a demanda de Washington de ser um “terceiro país seguro”, mas se comprometeu a examinar o tema em 45 dias.

No Méxicom Ebrard disse que na reunião com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, seus interlocutores insistiam no sistema do terceiro país seguro ou primeiro país de asilo”, mas o México propôs dar um prazo para ver se a mobilização de sua Guarda Nacional na fronteira sul diminuía a migração de ilegais vindos da América Central, disse Ebrard em coletiva de imprensa.

Ele acrescentou que caso contrário, o México discutiria essas medidas adicionais propostas por Washington.

Por iniciativa de México, também se discutirá com Guatemala, Panamá, Brasil e o escritório das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) outras medidas porque, segundo Ebrard, a responsabilidade migratória “tem que ser regional”.

Mas estes dois cenários exigiriam a análise e eventual aprovação dos legisladores mexicanos, admitiu o chanceler mexicano.

Por enquanto, as autoridades locais disseram que o governo federal lhes informou que o deslocamento da Guarda Nacional na fronteira sul pode levar cerca de uma semana e que enviaram 400 policiais federais para reforçar a fronteira.

*Com informações da AFP

Anúncios