Após ser alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro neste sábado (15), em função da nomeação do advogado Marcos Barbosa Pinto para o cargo de diretor de Mercado de Capitais do banco de fomento, Joaquim Levy enviou pedido de desligamento ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

Barbosa Pinto trabalhou como assessor do BNDES durante o governo PT, de 2005 a 2007, o que irritou Bolsonaro. No entanto, o próprio Levy foi ministro da Fazenda de Dilma Rousseff.

Em nota, Levy declarou que sua expectativa é que o ministro da Economia aceite sua demissão. No comunicado, ele deseja a Guedes “sucesso nas reformas”.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse entender a “angústia” de Bolsonaro com Levy pelo fato de o agora ex-presidente do BNDES ter nomeado pessoas ligadas ao Partido dos Trabalhadores (PT), registra o portal IG.

Anúncios