O governo do Uruguai deverá vender uma imensa águia nazista de bronze, resgatada de um navio de guerra da época da Segunda Guerra Mundial.

A decisão foi tomada por um tribunal uruguaio nesta sexta-feira, em Montevidéu. Com isso, o Ministério da Defesa e a Prefeitura Nacional Naval terão prazo para leiloar a peça. Parte do lucro deverá ser pago à família Etchegaray, que fez o resgate do objeto histórico.

Segundo o jornal uruguaio El País, no passado, houve ofertas entre 9 milhões e 59 milhões de euros (R$ 39 milhões a R$ 256 milhões) pelo objeto histórico.

A Alemanha se manifestou contrária à comercialização de quaisquer símbolos do regime nazista, mas apoiaria a apresentação da águia dentro de um contexto histórico apropriado, como em um museu, registra o jornal Correio do Povo.

Anúncios