Os corpos de sete alpinistas que morreram no segundo pico mais alto da Índia foram encontrados neste domingo (23), informou a polícia de fronteira.

O grupo de oito pessoas desaparecidas há pouco menos de um mês incluía quatro britânicos, dois norte-americanos, um indiano e um australiano, e eles pretendiam chegar ao cume de 6.500 metros no estado de Uttarakhand, no norte do país.

O grupo, liderado pelo experiente montanhista britânico Martin Moran, foi autorizado a escalar o pico oriental de Nanda Devi.

Uma equipe de dez especialistas paramilitares altamente treinados da Polícia de Fronteira Indo-Tibetano (ITBP) encontrou os corpos em um pico de montanha não identificado em Nanda Devi.

“Eles foram encontrados e levados para um local próximo”, disse à AFP o porta-voz da ITBP, Vivek Kumar Pandey.

A busca pela oitava pessoa desaparecida continuará na segunda-feira, segundo a Agência France Presse.

Anúncios