O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, agradeceu nesta sexta-feira o apoio que tem recebido do presidente Jair Bolsonaro em meio ao que chamou de “falso escândalo” das supostas mensagens trocadas entre ele e procuradores da Lava Jato.

Ao receber uma condecoração do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), Moro também disse que a Lava Jato, da qual foi juiz responsável em Curitiba, realizou avanços no padrão de impunidade que existia no país, mas está sob a constante “sombra do retrocesso”.

O ministro também assegurou que não desistirá da “missão” dada a ele por Bolsonaro.

O site The Intercept Brasil tem divulgado supostas mensagens trocadas por Moro, quando era juiz da Lava Jato, com procuradores da força-tarefa da operação, nas quais o hoje ministro supostamente dá orientações aos membros do Ministério Público.

Moro e os procuradores afirmam não reconhecer a autenticidade das supostas mensagens, ao mesmo tempo que negam ter cometido quaisquer irregularidades. *Reuters

Anúncios