Em partida realizada no estádio de Lyon, os Estados Unidos venceram a Holanda por 2 a 0 e se sagraram campeãs da Copa do Mundo de Futebol Feminino. 

Os gols foram marcados por Megan Rapinoe, de pênalti, aos 12 minutos do segundo tempo, e Lavelle, destaque do jogo, chutando de fora da área aos 23 da etapa final. A vitória premiou a postura da equipe americana, que procurou atacar muito mais do que a adversária.

A equipe terminou com 100% de aproveitamento na competição, que marcou época, obtendo recordes de audiência no mundo todo e sendo considerada um marco pelo presidente da Fifa, Gianni Infantino, também presente na decisão.

Com o título, seleção norte-americana se consolida como a maior vencedora da história dos mundiais. Alemanha tem duas conquistas. Japão e Noruega têm uma.

 

Anúncios