Uma força-tarefa de intervenção penitenciária está a caminho do Pará para atuar nos presídios do estado. O anuncio foi feito nesta terça-feira (30), pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, um dia após a chacina ocorrida no presídio de Altamira, durante um confronto entre membros de facções criminosas rivais.

O pedido pela intervenção penitenciária foi feito pelo Governo do Estado do Pará. Os agentes atuarão em presídios do estado por 30 dias. ”Há ainda presídios naquele Estado que serão brevemente finalizados, melhorando o cenário”, complementou Moro.

O ministro não deu informações sobre o número de agentes que serão enviados, ou em quais presídios atuarão, por questões de segurança, segundo o Ministério.

A força-tarefa de intervenção penitenciária foi criada em 2017 e é formada por agentes federais de execução penal. Sua última atuação na região norte foi nos presídios de Manaus, após um motim que terminou com 55 mortos. A força-tarefa atuou por 90 dias.

Anúncios