A Coreia do Norte disparou dois projéteis não identificados da costa leste para o mar do Japão na madrugada desta terça-feira (6), informou o Comando Conjunto da Coreia do Sul, citado pela agência Yonhap.

Pyongyang ameaçou realizar mais testes de armas depois de disparar novos projéteis, a quarta tentativa em 12 dias, e denunciou o início de exercícios militares entre Seul e Washington.

O ressurgimento da tensão parece comprometer ainda mais o processo diplomático iniciado em 2018, afirmando que essas manobras, que começaram na segunda-feira na Coréia do Sul, foram uma “flagrante violação” dos esforços de paz e refletiram a falta de “vontade política”. “.

Os exercícios militares entre os Estados Unidos e seu aliado sul-coreano inevitavelmente provocam a fúria do regime norte-coreano. Mas é raro que ele realize testes de mísseis durante essas manobras.

“Nossos militares seguem acompanhando a situação no caso de novos lançamentos ocorrerem e permanecem em alerta”, disse o Estado-Maior Conjunto.

Este é o quarto lançamento de mísseis pela Coreia do Norte em pouco menos de duas semanas.

No dia 2 de agosto, os militares sul-coreanos detectaram que Pyongyang disparou dois mísseis de curto alcance no mar do Japão.

No dia 31 de julho, Seul informou que a Coreia do Norte lançou dois outros mísseis balísticos de curto alcance das proximidades do porto norte-coreano de Wonsan na mesma direção.

Por seu lado, a Agência Central Telegráfica da Coreia (KCNA), com sede em Pyongyang, declarou mais tarde que realizou um teste de um míssil guiado de nova geração em 31 de julho.

Além disso, em 25 de julho, os militares sul-coreanos detectaram um teste de dois outros mísseis balísticos de curto alcance do porto de Wonsan, informa a agência Sputnik. 

Anúncios