Uma caravana comandada por Fernando Haddad, de parlamentares do Partido dos Trabalhadores (deputados e senadores), invadem o prédio do Supremo Tribunal Federal.

O objetivo é pressionar os ministros, visando impedir a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva  para presídio em São Paulo, conforme decisão desta tarde da juíza Carolina Lebbos.

Para os correligionários de Lula, a movimentação trata-se de uma “perseguição” e uma “ilegalidade” do processo.

Além de criticar a transferência, o PT insistiu que o ex-presidente é “inocente” e estaria sendo vítima de uma “farsa judicial”.

Veja vídeo:

Anúncios