Paleontólogos neozelandeses encontraram um fóssil de pinguim avantajado, com 160 centímetros e pesava cerca de 80 quilogramas, afirmam pesquisadores do Museu Canterbury.

O fóssil do enorme pinguim foi encontrado no sul da Nova Zelândia.

“Pinguim monstro”foi o apelido dado à criatura pelos paleontólogos neozelandeses. O pinguim avantajado pertence à espécie Crossvallia waiparensis, do Paleoceno, ou seja, ele viveu em um período entre 66 e 56 milhões de anos atrás.

Esta ave extinta é 40 centímetros mais alta do que o maior representante da espécie atual, o pinguim-imperador, cuja altura pode chegar a 122 centímetros e o peso pode atingir 37 quilos.

A descoberta do “pinguim monstro” comprova mais uma vez o status da Nova Zelândia como um refúgio de pássaros gigantes. *Sputnik

Anúncios