Durante a noite, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) boliviano interrompeu a divulgação dos dados com a apuração das eleições, o que gerou questionamentos por parte da Organização dos Estados Americanos (OEA).

O Itamaraty publicou nas redes sociais nesta segunda-feira (21) uma nota com relação às eleições na Bolívia, que ocorreram no país neste último domingo (20). 

“O Brasil acompanha com atenção o primeiro turno da eleição na Bolívia. Preocupa muito a interrupção imprevista da apuração e a falta de resposta das autoridades eleitorais bolivianas aos pedidos de esclarecimento da OEA”, disse o Itamaraty no Twitter.

“O Brasil espera que o processo de apuração tenha continuidade dentro das regras estabelecidas, com transparência e lisura”, continuou.

Uma fonte diplomática radicada em La Paz disse à Reuters que a contagem dos votos foi “interrompida abruptamente”, o que provocou temores de que esteja sendo manipulada para evitar um segundo turno. A fonte disse que este seria um “caminho muito perigoso”.

Mesa comemorou a contagem preliminar em meio a apoiadores entusiasmados. “Estamos no segundo turno”, disse.

“A democracia é o valor mais importante pelo qual estamos lutando”, disse Mesa, de 66 anos. “Não a perderemos”. *Revista Forum e Reuters