Roger Federer venceu pela décima vez em sua carreira o torneio de Basileia em sua cidade natal, sufocando o jovem australiano Alex De Minaur (28) em dois sets por 6-2, 6-2 neste domingo (27).

Aos 38 anos, o suíço Roger Federer continua a dar lições à garotada do circuito. Com um jogo extremamente variado e sempre ofensivo, derrotou o australiano Alex de Minaur, 18 anos mais jovem e 28º do ranking, com parciais de 6/2 e 6/2, em 68 minutos.

Federer chega assim ao 10º título no ATP 500 caseiro, onde fez 14 finais, sendo 13 consecutivas, e repete o decacampeonato que obteve em julho no 500 de Halle. Soma agora 75 vitórias em 84 possíveis no torneio.

Não menos importante, atinge o 103º título de sua espetacular carreira e diminui a distância para o recordista Jimmy Connors, que somou 109. É ao mesmo tempo o campeão de maior idade desde Ken Rosewall, vencedor de Hong Kong aos 43, em 1977.

Com 51 vitórias em 59 jogos realizados neste ano, já tem quatro conquistas na temporada, que se soma a Dubai, Miami e Halle. Foi assim vice em Indian Wells e Wimbledon.

Basileia é o segundo torneio em que Federer atinge a barra de dez títulos, depois de Halle, na grama. Foi a décima quinta vez que ele entrou na final em dezenove participações.

AFP / FABRICE COFFRINI – Roger Federer ao lado de seu oponente na final, o australiano Alex De Minaur, em 27 de outubro de 2019 em Basileia

“Eu esperava que Roger se cansasse de vencer aqui e desse a alguém uma chance …”, brincou o australiano, dominado em pouco mais de uma hora.

Federer agora é esperado no Masters 1000 Paris-Bercy, que começa na segunda-feira, onde o sorteio reservou uma semifinal em potencial contra Rafael Nadal. *AFP e UOL