O novo governo socialista de Portugal, que tomou posse no sábado, espera um aumento do salário mínimo de 25%, bem como o fechamento da última usina a carvão, durante seu mandato de quatro anos.

Entre os compromissos do Executivo de António Costa, publicado no site do governo, está a promessa de revisar a cada ano o salário mínimo para atingir um aumento acumulado de 25% em 2023, ao fim de seu segundo mandato.

Atualmente, o salário mínimo bruto em Portugal é de 700 euros por mês.

Costa também espera reduzir a dívida pública de 119% do PIB para 100%. A dívida do Tesouro português é a terceira maior da zona do euro, atrás da Grécia e da Itália.

O programa, que será discutido na quarta e na quinta-feira no Parlamento, dedica-se grande parte ao respeito ao meio ambiente.

O governo prometeu fechar as duas últimas usinas a carvão no país até 2023 e aumentar a produção de energia eólica e solar. *AFP

Anúncios