O presidente Jair Bolsonaro, que está em viagem pela Arábia Saudita para participar de conferências com empresários e investidores internacionais, refutou, nesta quarta-feira (30), a reportagem exibida pela TV Globo que alega existir uma conexão entre ele e um dos suspeitos de matar a ex-vereadora Marielle Franco.

As suspeitas foram levantadas contra o presidente pelo Jornal Nacional na edição da terça-feira (29), que cita um suposto contato entre o porteiro do condomínio de Bolsonaro, no Rio de Janeiro, e o próprio chefe do executivo.

O presidente desafiou a emissora a convidá-lo para esclarecer a questão.

– Aguardo a TV Globo me convidar para o Jornal Nacional, em horário nobre, para falar sobre Marielle – declarou.

Bolsonaro já havia negado qualquer ligação entre ele e os acontecimentos narrados pela reportagem em uma transmissão nas redes sociais, onde disse não conhecer Marielle e que não tinha nenhum motivo para querer matar alguém.

Anúncios