A polícia de Hong Kong prendeu mais de 200 pessoas e apreendeu 188 coquetéis molotov durante um dia de violentas manifestações no sábado (2).

A informação foi publicada pela polícia de Hong Kong através de um comunicado neste domingo (3).

A manifestação teve uma escalada de violência com manifestantes ateando fogo em estações de metrô e destruindo o escritório regional da agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

A polícia local usou gás lacrimogêneo e balas de borracha contra os manifestantes durante os confrontos em várias regiões de Hong Kong.

Os protestos em Hong Kong começaram na no início de junho em reação a um projeto de lei impopular que permitiria a extradição para a China continental. O projeto de lei acabou sendo retirado, mas os manifestantes continuaram nas ruas de Hong Kong.

A polícia de Hong Kong defende que usam a força de forma proporcional e somente em resposta a atos violentos ou comportamento ilegal dos manifestantes.

Pequim vê a situação em Hong Kong como resultado da interferência estrangeira em assuntos internos da China e expressa total apoio às ações das autoridades locais. *Sputnik