O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aceitou a proposta do deputado José Guimarães (PT-CE) de um encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Autor da proposta do encontro com Lula, o deputado José Guimarães não esconde que gostaria de ver Rodrigo Maia como vice numa chapa encabeçada pelo petista.

Em resposta a uma possível aliança com Lula, de assumir um lugar na política brasileira, que já foi ocupado pelo ex-vice-presidente da República José Alencar, Maia disse que não enxerga essa possibilidade e, por isso, pretende manter um encontro protocolar, no gabinete da presidência da Câmara e não na sua residência. Para evitar especulações.

“Ele é um ex-presidente da República e eu não recusaria o encontro. Mas agora é hora de cuidar do meu projeto”, respondeu Maia.

Rodrigo Maia não aposta no sucesso das candidaturas presidenciais do tucano João Doria e do apresentador da TV Globo Luciano Huck. Mas quer manter a aproximação e o diálogo com ambos na tentativa de conquistar uma parcela do PSDB, do Cidadania e dos movimentos por renovação política que Huck e Doria cultivam, destaca o site UOL

Depois, mais tarde, se o projeto não decolar, aí poderei negociar, asseverou Maia.

Por outro lado, Lula e os dirigentes do PT também evitarão falar em aliança. Mas a verdade é que os petistas gostam de pensar na na possibilidade de aparecer a um novo José Alencar em 2022.