A ilha de Ibiza é conhecida pela animação noturna que atrai milhões de jovens todos os anos. Noite e praia são os argumentos que mais se conhecem para visitar a ilha espanhola que, na realidade, faz parte do Património Mundial da UNESCO há 20 anos.

A ilha foi habitada por fenícios, cartagineses, romanos e mouros tornando muito rica a sua história

“Somos, mundialmente, conhecidos pela vida noturna, pela riqueza natural, pelas nossas praias. Muita gente, políticos, homens de negócios, pergunta-me o que tem Ibiza a oferecer para ter tanto sucesso? Eu acho que é a sua cultura e riqueza em termos de património”, explica Rafa Ruiz, presidente da câmara de Ibiza.

Riqueza que muitos desconhecem mas que foi o ponto de partida para que a ilha se tornasse parte dos lugares consagrados pela UNESCO:

“As muralhas renascentistas são o ponto principal reconhecido pela UNESCO. Muralhas que, podemos dizer, estão quase num estado perfeito, Tivemos sorte por estas muralhas nunca terem sido atacadas. E elas serviram de exemplo para todas as que a coroa espanhola construiu a partir do século XVI, nas colônias da América do Sul”, adianta Pep Tur, vereador da cultura e património histórico.

Ibiza quer afastar-se da imagem de ilha das festas, dos excessos. Quer que as palavras de ordem passem a ser sustentabilidade, turismo ecológico, em vez de sexo, drogas e rock n’roll em versão eletrônica. *Euronews