O secretário de Estado Mike Pompeo rejeitou os ataques contra Mara Tekach, a autoridade dos EUA que liderava o pedido de liberdade do dissidente José Daniel Ferrer, e exigiu que cessassem as intimidações e abusos da população na ilha.

“O governo dos Estados Unidos condena veementemente as acusações do regime contra nossa gerente de negócios da Embaixada dos Estados Unidos em Havana, Mara Tekach”, disse o secretário de Estado Mike Pompeo em comunicado. rotulando as acusações de “infundadas”.

Pompeo disse que o regime cubano está tentando “distrair a comunidade internacional de seu tratamento severo ao povo cubano, especialmente a detenção arbitrária em curso do dissidente José Daniel Ferrer”.

Pompeo enfatizou que parte do trabalho de Washington em Cuba é denunciar as violações e abusos dos direitos humanos do regime de Castro.

“O embaixador cubano em Washington desfruta de sua liberdade de expressão, aqui nos Estados Unidos, e a usa para criticar nosso governo”, afirmou Pompeo no texto, acrescentando que espera “os mais de cem presos políticos e as centenas de dissidentes que estão sujeitos a assédio oficial, podem desfrutar da mesma liberdade de expressão”. *Infobae