No dia seguinte ao presidente Jair Bolsonaro dizer que Brasil e Argentina devem manter um “vínculo pragmático” sobre o Mercosul, o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, elogiou a proposta e manifestou-se a favor de um vínculo que ultrapasse diferenças ideológicas.

“Vi com alegria que o presidente do Brasil hoje propôs ter um vínculo pragmático para o Mercosul. É o que temos que fazer, porque o Mercosul vai superar Bolsonaro e Alberto Fernández”, afirmou.

Sobre o bloco regional, o argentino afirmou que é “a união dos povos: é Uruguai, Paraguai, Argentina e Brasil, com Bolívia e Chile como associados, para construir um mercado comum que nos permita enfrentar o desafio da globalização com mais força”.

Fernández também mencionou a intenção de reativar a economia argentina com estímulos à indústria local. Ele alertou que isso não deve ser interpretado como um desejo de “viver com as portas fechadas” ou “interromper as importações”. *Adaptado da fonte AFP