Duas pessoas morreram e três ficaram feridas no ataque dessa sexta-feira (29) na London Bridge. O principal suspeito do esfaqueamento foi identificado já de madrugada.

Usman Khan tinha 28 anos e era conhecido pelas autoridades britânicas. Em 2012 foi preso por crimes de terrorismo. Segundo o jornal “The Times”, saiu da prisão há cerca de um ano, em liberdade condicional.]

Para além da faca, o homem usava um colete de explosivos falsos. Foi mobilizado por um grupo de pessoas que passavam na ponte no momento do ataque e acabou por ser abatido pela policia

Várias testemunhas relatam momentos de pânico e de choque mas sublinham que este tipo de ataques, especialmente em áreas turísticas da cidade, já não surpreende os londrinos.

Vincent McAviney, correspondente da euronews em Londres, conta que a área da London Bridge, que normalmente está cheia de pessoas e movimento, foi isolada.

No local, a polícia continua as investigações para descobrir ao pormenor o que aconteceu nesta sexta-feira.

Para já, todos sublinham a coragem do grupo de homens que enfrentou e dominou o agressor com paus e extintores. Estas pessoas estão a ser consideradas verdadeiros heróis.

Para além da área isolada, os londrinos continuam as suas vidas e os seus negócios tentando mostrar que Londres está habituada a este tipo de ataques e que as pessoas não vão mudar hábitos e rotinas. *Euronews