Médicos cubanos são reprovados em “Revalida” uruguaio

O jornal El País do Uruguai noticiou no último domingo (8), que um grupo de médicos cubanos que trabalhavam no Hospital de Olhos do País foram reprovados no exame para revalidar o título de especialista aplicado pelo Departamento de Oftalmologia Uruguaio.

Com o teste foi concluído que nenhum dos profissionais tinham conhecimento suficiente para exercer oftalmologia no Uruguai. No entanto, todos eles já haviam atuado por dois anos como médicos no País, por meio do “operación milagro”, como é chamado o “Mais Médicos” do Uruguai.

São notícias como esta que reforçam a postura da Associação Médica Brasileira (AMB) de que a aprovação no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) deve ser exigida de todos aqueles que se formaram em medicina em países estrangeiros e têm a pretensão de atuar de forma plena no Brasil. E isso feito de forma séria, realizado pelo Inep em instituições públicas de ensino em medicina, e não com o texto aprovado no Congresso Nacional (PL 4067/2015), que foi para sanção presidencial, destaca o presidente da AMB, Lincoln Ferreira

Lincoln Ferreira, ressalta que toda a comunidade médica brasileira segue na luta para que o presidente Jair Bolsonaro não sancione o PLV 25/2019 que desfigurou o programa Médicos pelo Brasil e o projeto de lei que cria o Revalida Ligth.

“Não podemos permitir que médicos sem registro e sem a devida comprovação de sua qualificação profissional atuem no país. Entende-se que a superação dessa etapa reduz o risco de exposição de pacientes a profissionais não qualificados e que coloque a vida da população em risco”, avalia Lincol. *Com informações a AMB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.