Em Doha, no Catar, Flamengo e Liverpool decidem neste sábado o Mundial de Clubes, a partir das 14h30min (horário de Brasília).

O clube brasileiro chega à final como o melhor time da América do Sul, campeão da Libertadores e do Brasileirão, sob o comando do português Jorge Jesus e com destaque aos desempenhos de Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

O Flamengo passou pelo Al Hilal na semi e reeditará a decisão do Mundial de 1981, quando o time de Zico bateu o Liverpool por 3 a 0.

Pelo lado inglês, campeão europeu e mais favorito ao título do que há 38 anos, o Liverpool eliminou Monterrey na fase anterior e, comandado por Jürgen Klopp, busca o inédito título mundial com o trio de ataque Salah, Mané e Roberto Firmino.

O lateral Filipe Luís analisou o ataque do Liverpool, composto por Salah, Mané e Roberto Firmino e falou que o trio está totalmente sincronizado. Eles são dinâmicos, se conhecem, trocam de lugar, sabem bem o que fazer em campo, têm a primeira pressão. É um trio que está completamente sincronizado, mas o Liverpool não é só os três”, diz.

O técnico alemão Jürgen Klopp, que analisou o Flamengo, disse que “são rápidos, criativos no meio de campo e abusados nas laterais. Os cruzamentos são por cima e por baixo e chutam a gol de todos os lugares. É assim que um time de sucesso joga. Então, é o que sabemos sobre o Flamengo. Eu nunca joguei contra um time brasileiro, mas o Flamengo nunca joga contra um time como o Liverpool, por isso, estou ansioso para saber como será”, afirma.