Vladimir Putin inaugurou pessoalmente, a bordo de um comboio, a via férrea que une a Rússia à península anexada da Crimeia, através da ponte sobre o estreito de Kerch.

O presidente russo já tinha atravessado esta mesma ponte, mas aos comandos de um camião, quando foi aberta ao tráfego automóvel em maio de 2018.

Putin estima que a estrutura, criticada tanto pela Ucrânia como pelo Ocidente – que continua a considerar a península como território ucraniano – servirá 14 milhões de pessoas em 2020.

O Kremlin tinha ordenado a concretização do projeto para pôr fim ao isolamento do território com o resto do continente, como consequência da anexação em março de 2014.

A ponte sobre o estreito de Kerch é a mais longa da Europa, com 19 quilómetros, e custou mais de três mil milhões de euros. *Euronews