Segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, do mês de novembro, a produção de petróleo e gás natural no Brasil atingiu 4 milhões de barris diários.

Foram 3,1 milhões de barris de óleo e o equivalente a outros 940 mil barris em gás, a cada dia, deste volume mais de 65% vem do Pré-Sal.

O custo de extração no pré-sal, embora nominalmente alto, é baixíssimo em termos relativos, por conta do alto volume produtivo de cada poço: dois deles, na área de Búzios, jorram 50 mil barris-equivalentes na soma de petróleo e gás.

A produção poderia ser muito maior, não fosse o corte de investimentos da Petrobras, cujo número de novos poços perfurados caiu mais de 50% desde 2014.

A produção de petróleo em novembro deste ano foi 4,3% superior à registrada em outubro e 20,4% maior do que a observada em novembro de 2018.

Já a produção de gás natural em novembro chegou a 137 milhões de metros cúbicos por dia, 3,8% a mais do que em outubro e 21,6% superior à produção de novembro do ano passado. *Com informações da Agência Brasil