Um porta-voz das Nações Unidas declarou que o secretário-geral, António Guterres, considera que 2019 foi um “ano de esperança” apesar das crises em todo o mundo.

Na terça-feira, Stéphane Dujarric participou da última coletiva de imprensa periódica do ano na sede da ONU em Nova York.

Segundo Dujarric, o secretário-geral testemunhou grande número de crises no último ano, inclusive embates horrendos e vidas ceifadas na Síria. O porta-voz declarou ainda que o secretário-geral estava claramente decepcionado com o resultado da conferência da ONU sobre mudanças climáticas.

No entanto, ele pensaria que 2019 foi um “ano de esperança” devido à mobilização dos jovens quanto a mudanças climáticas e outras questões.

Dujarric disse ainda que o ímpeto dos jovens para melhorar o mundo e exigir que líderes políticos sejam responsabilizados é algo que dá grande esperança. *NHK (Emissora pública do Japão)