A greve começou no dia 5 de dezembro. Para este sábado, o 24º dia, estão previstas manifestações de rua em todo o país. Para 9 de janeiro está marcada uma nova greve geral.

A maior parte da população compreende a luta laboral, mas há quem peça mais flexibilidade aos negociadores.

Os trabalhadores lutam contra o projeto de reforma de pensões – um novo sistema universal desenhado pelo executivo francês e que pretende substituir os 42 regimes especiais em vigor atualmente em França. *Euronews