Um ataque com uma arma branca numa residência de um rabino em Monsey, perto de Nova Iorque, nos EUA, resultou este sábado à noite em vários feridos, segundo uma associação judaica.

O incidente aconteceu pouco antes das 22:00 de sábado (03:00 de hoje em Lisboa) numa localidade que fica a cerca de 50 quilômetros da cidade de Nova Iorque.

Segundo a  CBS de Nova York , o agressor teria usado um facão para atacar as pessoas que compareciam a uma celebração de iluminação de Hanukkah na casa do hassidic Rabbi Chaim Rottenberg, que também funciona como a sinagoga de Netzach Yisroel.

Em duas das publicações, o OJPAC indicou que uma das vítimas foi “esfaqueada pelo menos seis vezes”, que duas delas se encontram em estado crítico e que o suspeito do crime tinha a cara coberta por um lenço e fugiu do local num carro.

O Conselho Ortodoxo de Assuntos Públicos Judaicos para a região do Vale do Hudson disse que o agressor era um homem afro-americano, com o rosto parcialmente mascarado com um lenço.

O caso em Monsey ocorre na sequência de ataques aparentemente anti-semitas reportados em todo o estado de Nova Iorque durante a festa judaica do Hanucá. Sábado foi a sétima noite do Hanucá.

Só na cidade de Nova Iorque, a polícia recebeu pelo menos seis denúncias esta semana – e oito desde 13 de dezembro – de ataques possivelmente provocados por sentimentos antijudaicos.

Autoridades do Centro Simon Wiesenthal pediram ao presidente dos EUA, Donald Trump, que instrua o FBI a criar uma força-tarefa especial após ataques intermináveis ​​contra judeus e suas instituições religiosas. *Euronews e Israel Hayom