Um grupo de ladrões roubou objetos de uma fortaleza histórica transformada em museu, onde o México lutou contra a França na emblemática Batalha de 5 de maio de 1862 no estado de Puebla (centro), informaram autoridades neste domingo (29).

O Forte de Guadalupe foi uma das fortalezas defendidas pelo general Ignacio Zaragoza contra o ataque do poderoso exército francês e agora abriga peças históricas da batalha.

“Após as inspeções e as primeiras comparações com o inventário da Coleção do Museu, determinou-se a falta de três sabres e cerca de 36 moedas e medalhas históricas”, destaca em um comunicado o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH).

O roubo ocorreu na noite de sexta-feira, mas foi na madrugada quando o policial encarregado da vigilância do museu pôde reportá-lo.

Os ladrões, que estavam armados, conseguiram fugir depois de manobrar e pegar o celular do segurança. Eles também roubaram as gravações das câmeras de vigilância do museu.

Segundo um relatório da polícia, dois ladrões foram surpreendidos na manhã de sábado quando roubaram moedas antigas de uma urna.

As autoridades do museu, sob o Instituto Nacional de Antropologia e História, estavam contando moedas e outras peças para determinar a extensão do roubo no domingo.

Puebla, a cerca de 120 quilômetros da Cidade do México, possui uma riqueza importante em museus e templos com peças inestimáveis. *AFP