Hezbollah ameaça Estados Unidos

À escalada de tensão no Médio Oriente corresponde uma subida de tom na guerra de palavras. Farpas atiradas este domingo pelo líder do Hezbollah, que quis assinalar uma semana da morte do comandante da Guarda Revolucionária iraniana. 

Hassan Nasrallah agradece a Qassem Suleimani e ao Irã o apoio.

Chama “grande diabo” aos Estados Unidos e “grande mentiroso” a Donald Trump.

Diz que os militares norte-americanos no Médio Oriente tem de sair rapidamente. Seja como for. “Os americanos têm de retirar as bases, os militares, comandos e embarcações da nossa região. Devem sair,” afirma Hassan Nasrallah acrescentando que a “a alternativa a saírem de pé, vivos, é saírem deitados, em caixões”.

O líder xiita libanês do Hezbollah garante que os EUA vão descobrir “com sangue” o erro que fizeram ao matar Suleimani e considerou que o funeral do comandante da Guarda Revolucionária representou a segunda revolução islâmica no Irã.

O discurso de vingança do líder do Hezbollah não teve ainda resposta dos Estados Unidos. *Euronews

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.