Pelo menos 10 pessoas foram mortas após várias avalanches atingirem a parte norte da Caxemira administrada pela Índia, na segunda-feira(13).

Duas autoridades paquistanesas disseram que muitos moradores ainda estavam presos pelas avalanches na área do vale Neelum, após fortes chuvas que também provocaram deslizamentos de terra. Muitas pessoas foram desaparecidas e temidas mortas quando os esforços de resgate começaram, disse uma das autoridades.

Enquanto isso, no oeste do Paquistão, uma forte nevasca no sudoeste do Baluchistão destruiu várias casas na região montanhosa, matando 17 pessoas.

Siga Avante Mundo no Facebook e Twitter

A autoridade de gerenciamento de desastres declarou uma emergência em sete distritos da província rica em minerais e procurou a ajuda do exército para operações de socorro e resgate.

As principais rodovias que ligam o Paquistão e o Afeganistão foram bloqueadas devido à neve pesada, forçando as autoridades a suspender o transporte de bens essenciais para o Afeganistão.

As fortes nevascas e frias levaram à morte de 39 pessoas em seis províncias do Afeganistão nas últimas duas semanas, disse Tamim Azimi, porta-voz da Autoridade de Gerenciamento de Desastres Naturais do Afeganistão em Cabul.

“Estamos distribuindo assistência de emergência, incluindo dinheiro para as famílias das vítimas”, disse Azimi, acrescentando que fortes chuvas e neve prejudicam os socorristas.

Um oficial da polícia indiana disse que cinco soldados estavam entre os dez mortos perto da fronteira entre a Índia e o Paquistão.

A área é uma das fronteiras mais tensas do mundo em termos militares, onde os exércitos vizinhos se enfrentam há décadas em território disputado. A Caxemira está dividida entre a Índia e o Paquistão desde a sua independência em 1947.

Em 2012, uma avalanche tomou conta do quartel-general do batalhão do exército paquistanês perto da fronteira indiana, matando pelo menos 124 soldados e 11 civis. *Reuters