O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (21) a criação do Conselho da Amazônia e da Força Nacional Ambiental, com o objetivo de proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Bolsonaro explicou que o órgão terá funcionamento semelhante ao da Força Nacional de Segurança Pública, composta por policiais militares e civis e por bombeiros, entre outros profissionais de segurança.

Resultado de imagem para força nacional ambiental

“Determinei a criação do Conselho da Amazônia, a ser coordenado pelo Vice Presidente General Mourão, utilizando sua própria estrutura, e que terá por objetivo coordenar as diversas ações em cada ministério voltadas p/ a proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”, escreveu Bolsonaro.

“Dentre outras medidas determinadas está também a criação de uma Força Nacional Ambiental, à semelhança da Força Nacional de Segurança Pública, voltada à proteção do meio ambiente da Amazônia”, acrescentou.

Em sua conta o Twitter, o general Mourão agradeceu a Bolsonaro pela demonstração de “confiança”. “Agradeço ao presidente @jairbolsonaro a confiança em mim depositada ao incumbir-me da coordenação do Conselho da Amazônia, criado para integrar as ações dos ministérios em prol da proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da região. A Selva nos une e a Amazônia nos pertence!”, escreveu.

Bolsonaro informou, após reunião ministerial no Palácio da Alvorada, que o ministro da Economia, Paulo Guedes, “deu sinal verde” para criação da Força Nacional Ambiental.