Graças a um estruturado sistema de depósito, a Noruega atingiu uma taxa invejável de reciclagem de garrafas de plástico: 97%. Mais de mil milhões de garrafas de plástico e latas são recolhidas todos os anos na Noruega. O país atingiu dez anos antes o objetivo da União Europeia para 2029.

A taxa de reciclagem de garrafas de plástico é inferior a 60% no Reino Unido e na França e situa-se entre os 85 e os 90% na Alemanha e na Suécia.

Numa fábrica em Festsund, perto de Oslo, o lixo é compactado e empacotado, para ter uma nova vida. Na Noruega, cada garrafa de plástico é feita de cerca de 10% de material reciclado.

“Na União Europeia, estão a proibir muitos materiais plásticos, como cotonetes, talheres, etc., mas também introduzem objetivos de coleta de garrafas plásticas. Todos os países da UE precisam de recolher 77% de todas as garrafas em 2025 e 90% em 2029. E acreditamos que a única maneira de conseguir isso é através de sistemas de depósito”, sublinha Harald Henriksen, vice-presidente executivo da empresa TOMRA.

O Governo norueguês quer ir ainda mais longe, com um imposto regressivo que deve fazer com que as empresas usem ainda mais plástico usado, que é muito mais caro do que o novo.

De acordo com a World Wide Fund for Nature, o equivalente a 15 toneladas métricas de plástico é despejado nos oceanos a cada minuto. *AFP